Compliance estratégico: como e por quê

A construção da imagem de uma empresa vai muito além das questões mercadológicas mais amplas. É preciso trabalhar sua reputação: a confiança, a transparência, a preocupação com a qualidade, a responsabilidade, a ética – estes valores são extremamente importantes para as organizações que buscam posições sólidas para seus negócios.

Construir e manter esta reputação não é impossível, mas exige um bom planejamento: leis e regulamentações mudam rapidamente e colocar todos os funcionários de uma empresa em uma mesma base de atuação pode não ser tão simples, especialmente quando a companhia atua de forma descentralizada. A chegada de novos colaboradores também deve ser considerada, assim como a necessidade de preparar as equipes atuais para novos desafios.

 

O que é compliance e porque atuar em conformidade é importante para sua empresa

Por isso, não importa qual o setor de atuação de sua organização: o compliance, ou conformidade corporativa, é uma parte essencial das operações. Em uma definição bem objetiva, compliance é o processo que garante que sua empresa, seus associados e colaboradores trabalhem de acordo com as leis, regulamentações, padrões e práticas éticas que se aplicam à sua organização e a seu segmento.

Este processo considera não apenas as políticas e regras internas de sua companhia, mas também as leis municipais, federais e estaduais, além das regulamentações de mercado próprias a seu segmento, que impactam sua operação. Através deste conjunto de práticas e regras é possível ajudar seu time a evitar e detectar violações legais que podem resultar em multas e ações judiciais, ou até mesmo impactar a percepção do mercado sobre a ética de sua empresa.

O compliance também estabelece expectativas para o comportamento de seus funcionários e ajuda sua equipe a manter o foco nos objetivos mais amplos de sua organização, garantindo que o dia a dia operacional transcorra de forma mais estruturada, eficiente e objetiva.

 

Como desenvolver um treinamento de compliance bem-sucedido

Criar um programa de treinamento em conformidade requer tempo e um planejamento cuidadoso. Manter-se atualizado sobre mudanças nas leis e regulamentações pode apresentar desafios que exigem soluções flexíveis, que alinhem práticas convencionais de aprendizado a soluções criativas e personalizadas que não apenas atendam aos padrões de compliance ligados ao mercado, mas também se alinhem aos procedimentos, cultura e filosofia de sua empresa, atuando como um importante divulgador destas informações.

Para funcionar, um treinamento de compliance precisa ser educativo, mas também envolvente e inspirador, capacitando seu time a considerar os problemas que impactam sua operação a partir da aplicação prática dos princípios da conformidade corporativa às suas atividades diárias.

Quando uma equipe é treinada em compliance ela se torna mais propensa a reconhecer e reportar ações antiéticas e/ou ilegais que poderiam resultar em grandes prejuízos para sua operação. Para atingir estes resultados é preciso considerar alguns aspectos fundamentais na hora de estruturar a trilha de aprendizado e o conteúdo de seu treinamento:

  • Identificar quais leis ou regulamentações sua empresa precisa atender;
  • Estruturar os processos internos que deverão ser observados por sua equipe e parceiros associados;
  • Avaliar os critérios específicos que precisam ser abordados em cada área de atuação;
  • Investir na estruturação de um sistema escalável que permita a atualização constante de seu conteúdo, algo essencial para manter o acompanhamento frequente das alterações legais;
  • Acompanhar de forma detalhada o desenvolvimento de cada aluno, para evitar dúvidas ou gaps de aprendizado;
  • Estabelecer um passo a passo confiável e preciso para reforçar o aprendizado em pontos sensíveis e facilitar o acompanhamento sobre a performance de seus colaboradores.

 

Os 03 principais benefícios de um treinamento de compliance

Produtividade: funcionários que compreendem como devem agir dentro dos padrões estabelecidos pela empresa são profissionais mais focados e produtivos. O treinamento de compliance pode fortalecer estes aspectos ao servir como um incentivo para que explorem suas habilidades e se tornem exemplos de responsabilidade, integridade e boa conduta.

Cultura corporativa: o profundo conhecimento a respeito das regras e práticas corporativas fortalece o engajamento, essencial para reforçar a cultura corporativa naturalmente entre as equipes. Profissionais que conhecem as regras e diretrizes de trabalho são parte importante da construção da cultura corporativa e se tornam peças importantes de divulgação desta cultura através do exemplo, conhecimento e dedicação.

Gerenciamento de riscos: a padronização de processos e regulamentos assegura aos colaboradores um ambiente seguro para a execução de suas atividades. Quando uma empresa cumpre as leis e atua de forma ética, há maior transparência em suas atividades, o que garante que violações de conformidade sejam mais fáceis de serem identificadas e corrigidas, reduzindo o impacto destas falhas na operação.

O objetivo final de um programa de compliance é proteger sua empresa através de uma abordagem prática sobre os riscos operacionais. Reduzir riscos, promover melhores práticas, minimizar as chances de violações legais, reforçar a confiança, a transparência e a ética na relação entre colaboradores, clientes e stakeholders – os motivos podem variar, mas o fato é que estas questões são urgentes para empresas que desejam fortalecer seus negócios. E é por isso que os treinamentos corporativos de compliance são tão valiosos!

Fale com um especialista!